NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

COMPREI UM BURRO...


COMPREI UM BURRO
Estou farto de aumentos da gasolina. Vendi o carro e deixei de andar de transportes públicos, que também se aproveitam para aumentar os seus preços.
Coloquei uma manjedoura na garagem e comprei um BURRO.
Em segunda mão, com a pelagem já um pouco ruça, mas que anda muito bem.
Mesmo na sua mais louca velocidade não corro o risco de ficar sem a carta .
Aliás nem é preciso carta de condução, inspeção, seguro ou selo das finanças .
Arranjo sempre lugar para estacionar e nunca nenhum polícia da EMEL me incomodou por não lhe ter colocado na testa o bilhete do parquímetro .
Anda sempre, mesmo quando já não tem fava na barriga.
Nunca me deixou parado no meio de uma subida, obrigando-me a andar quilómetros para lhe ir buscar favas. Passei a chegar a horas ao emprego .
Não anda tão depressa como um carro, mas chega mais depressa.
Rio-me dos engarrafamentos. O BURRO esgueira-se lindamente por entre os carros parados e por cima dos passeios. Até sobe e desce escada.
E é completamente ecológico. Não consome gasolina nem óleo, mas produtos inteiramente biológicos e degradáveis, como favas, cenouras e cevada.
Quando o estaciono em jardins ou relvados, auto-abastece-se automaticamente. E o que sai pelo seu tubo de escape não polui o ar nem faz buracos no ozono.
As suas bostas são do melhor fertilizante que há para a agricultura.
Estou a treiná-lo para dar coices em situações de BURRO-JACKING.

5 comentários:

  1. Não está mal pensado não senhor.
    Também tenho pensado em fazer o mesmo, mas estou indeciso pois para ir aos convívios dos filhos da escola teria de sair de casa com oito dias de antecedência.
    Há sempre algo que não dá certo!

    ResponderEliminar
  2. A ideia é boa, o momento é que não ajuda, com a seca vais ter dificuldade em arranjar palha para o Jumento, mas tenho uma ideia para ultrapassares esta dificuldade, compras-lhe uma cana de pesca e manda-o pescar, pois o Mar é logo aí á tua porta, que sempre dá para fazer farinha de peixe que dizem é um bom alimento para quadrupedes, se ele não aprender a pescar, envia-o para aquela Univerrsidade que passou o diploma ao Relvas que eles lá ensinam a maneira de ele se alimentar sem te dar despesa.
    Um abraço
    Virgilio

    ResponderEliminar
  3. Hé lá, amigo Virgílio! Queres lá mais uma besta?
    É que com esses canudos ainda chegam a presidentes!

    ResponderEliminar
  4. Que bela ideia, amigo António!!
    Isto só mesmo já de burro!

    Hoje, muito humildemente, deixei um presente para si no meu blog! Fique à vontade para o aceitar ou não!
    O presente está aqui, http://soniagmicaelo.blogspot.be/2012/10/uma-visita-han-sur-lesse.html
    Não tenho por hábito, participar nestas coisas, mas já não sei como dizer que não!

    Com o meu abraço
    Sónia

    ResponderEliminar
  5. Vim por aí aba8ixo pondo a leitura em dia e empanquei no burro.
    Acho que o meu amigo fez muito bem, ainda que pelo andar da carruagem qualquer dia não há dinheiro nem para as cenouras do burro...
    Abraço e continuasção de bom Domingo.

    ResponderEliminar