NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

segunda-feira, 7 de maio de 2012

AI QUE O CHEIRO JÁ CÁ CHEGOU!


Reacção

Merkel rejeita caminho proposto por Hollande

Alberto Teixeira
07/05/12 16:03
enviar noticia
54leitores

Reagindo à vitória de Hollande, a chanceler alemã afastou quaisquer mudanças significativas na abordagem à crise europeia.
Angela Merkel não prevê quaisquer alterações profundas em relação à política e austeridade e de controlo de défice dos estados membros como resposta à crise de dívida que afecta a Europa, afastando-se assim do caminho de crescimento económico e de menos austeridade proposto por Hollande, o próximo presidente francês.
Na primeira reacção oficial da governante alemã após Hollande ter conquistado ontem as presidências francesas frente a Sarkozy, Merkel rejeitou o regresso ao "enorme" programa de estímulos para fazer face aos problemas financeiros.
"Esta discussão não é sobre se devemos seguir o caminho da consolidação ou crescimento, é claro que precisamos de ambos", disse a chanceler aos jornalistas. "Melhor, eu penso que a principal questão desta discussão é saber se precisamos novamente de programas económicos financiados com recurso ao endividamento ou de elementos de crescimento que sejam sustentáveis e orientados para o fortalecimento económico de alguns países", acrescentou Merkel.
A responsável alemã salientou também que irá falar com Hollande de forma "muito aberta" sobre a forma de crescimento a seguir, numa discussão para onde o novo presidente francês "trará o seu próprio tom".

4 comentários:

  1. Penso que o próprio povo alemão dará a resposta a esta senhora nas urnas. E já não falta muito

    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Vim cantar um pouquinho e derramar amor fraternal, espero que goste do meu carinho amigo meu... de Amália Rodrigues - Fado Meu

    Cantar é o meu fado verdadeiro
    Com mágoas ou amor no coração
    Sou como o mar selvagem ou fagueiro
    Mas sempre entoar uma canção
    Do vento que conduz a gente aos portos
    Das sereias a chamar
    E dos marinheiros mortos
    Ai, quantos desejos mortos
    Canto eu e canta o mar

    É fado meu, já não sou eu
    Se canto o fado de outra vida
    É meu aquele pranto
    É minha a dor que canto
    É fado meu, já não sou eu
    E a minha voz no fado erguida
    Dá-me a alma imóvel
    De irmã de todos
    Que a dor perdeu
    Um mar de beijossssss e abraços de urso!!
    Com carinho
    Hana

    ResponderEliminar
  3. A NOSSA GRANDE AMÁLIA RODRIGUES, nos seus fados, ou canções nunca esquecia os Marinheiros, porque os amava, porque o Marinheiro sempre esteve ligado ao fado e às noites de Alfama, Bairro Alto, Madragoa, etc. Era, é, continua a ser a minha querida Amália!
    Obrigado Amiga, por se ter lembrado DELA.
    O meu abraço

    ResponderEliminar
  4. Num futuro de esperanças
    Depende destas figuras
    É preciso haverem mudanças
    Para derrotar os turras!

    Estamos fartos desta gente
    Que nos conduz para a morte
    Que o Mr. Hollande seja diferente
    Antes que Ângela Merkel nos enforque.

    Um abraço
    Eduardo.

    ResponderEliminar