NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

ADMIRÁVEL UTILIZAÇÃO DA MATEMÁTICA!

GEOMETRIA AMOROSA - Admirável utilização da matemática!


>>
>> Especialmente para os amigos que curtem bué a Matemática & correlativos
>>
>>
>>   *GEOMETRIA AMOROSA*
>> Um Quociente apaixonou-se
>> Um dia
>> Doidamente
>> Por uma Incógnita.
>>
>> Olhou-a com seu olhar inumerável
>> E viu-a, do Ápice à Base...
>> Uma Figura Ímpar;
>> Olhos rombóides, boca trapezóide,
>> Corpo ortogonal, seios esferóides.
>>
>> Fez da sua
>> Uma vida
>> Paralela à dela.
>> Até que se encontraram
>> No Infinito.
>>
>> "Quem és tu?" indagou ele
>> Com ânsia radical.
>> "Sou a soma do quadrado dos catetos.
>> Mas pode chamar-me Hipotenusa."
>>
>> E falando descobriram que eram
>> O que, em aritmética, corresponde
>> A alma irmãs
>> Primos-entre-si.
>>
>> E assim se amaram
>> Ao quadrado da velocidade da luz
>> Numa sexta potenciação
>> Traçando
>> Ao sabor do momento
>> E da paixão
>> Retas, curvas, círculos e linhas sinusoidais.
>>
>> Escandalizaram os ortodoxos
>> das fórmulas euclidianas
>> E os exegetas do Universo Finito.
>>
>> Romperam convenções newtonianas
>> e pitagóricas.
>> E, enfim, resolveram casar-se.
>> Constituir um lar.
>> Mais que um lar,
>> Uma Perpendicular.
>>
>> Convidaram para padrinhos
>> O Poliedro e a Bissetriz.
>> E fizeram planos, equações e
>> diagramas para o futuro
>> Sonhando com uma felicidade
>> Integral
>> E diferencial.
>>
>> E casaram-se e tiveram
>> uma secante e três cones
>> Muito engraçadinhos.
>> E foram felizes
>> Até aquele dia
>> Em que tudo, afinal,
>> se torna monotonia.
>>
>> Foi então que surgiu
>> O Máximo Divisor Comum...
>> Frequentador de Círculos Concêntricos
>> Viciosos.
>> Ofereceu, a ela,
>> Uma Grandeza Absoluta,
>> E reduziu-a a um Denominador Comum.
>>
>> Ele, Quociente, percebeu
>> Que com ela não formava mais Um Todo,
>> Uma Unidade.
>> Era o Triângulo,
>> chamado amoroso.
>> E desse problema, ela era a fracção
>> Mais ordinária.
>>
>> Mas foi então que Einstein descobriu a
>> Relatividade.
>> E tudo que era expúrio passou a ser
>> Moralidade.
>> Como aliás, em qualquer
>> Sociedade.
>>
>>
>> Autor desconhecido, mas admirável.
>>
Por ser admirável, quis partilhá-la com os amigos.

3 comentários:

  1. A Matemática não explica tudo, mas dá uma grande ajuda se a conhecermos bem.

    ResponderEliminar
  2. Para os amigos que curtem "bué",
    dessa tão admirável gramática
    bem te lembras ainda de certeza
    quando ao serviço da Pátria
    de fazeres cantas de cabeça
    amigo António, lá no Cobué!

    Tenhas uma boa noite,
    não precisas da gramática
    três enxadas e uma foice
    sem nenhuma conta errada!

    Um abraço.

    ResponderEliminar