sexta-feira, 3 de março de 2017

EU, OS GRELOS E AS BATATAS...


Ontem tinham os grelos a sorrirem para mim, deitei-as na terra quentinha, elas agradeceram e eu voltei para casa com o espírito de missão cumprida, mas todo partido e mais partido estou hoje, porque o S. Pedro esqueceu-se de me avisar e eu não lhes deixei coletes de salvação, nem tão pouco lhes perguntei se sabiam nadar, sei que estão debaixo de água a pedir socorro, não sei se irão sobreviver, nem os mergulhadores da Marinha estão preparados para este tipo de salvamento, por conseguinte, resta-me esperar com a esperança de voltar a vê-las sorrirem para mim depois da tempestade!



E comê-las com saúde e prazer, (as minhas batatas).

4 comentários:

Tintinaine disse...

Eu prefiro comprá-las no supermercado. O prejuízo não é grande e poupo o físico.
Desde que me pediram dez vezes mais pelo preço de uma arroba de batata da semente, desisti. Semente,adubo, trabalho e depois ver os escaravelhos a comerem-nas, não contem comigo!

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Querido amigo Querido, deu-me inveja a sua vida. Não no mal sentido, mas no desejo de passar alguns dias vivendo da forma que vive o amigo. Maravilhoso espaço. Lidar com a terra é muito bom. E mais: vejo que o amigo foi da Escola de Sagres... Nasci em uma praia de colonização portuguesa - uma armação baleeira, Armação do Itapocoróy e lá cresci junto com pescadores, marinheiros e com o linguajar e o saber fazer dessa gente. Adoro marinharia. Meu avô ensinou-me a fazer os principais nós de marinharia, que os guardo na cabeça e hoje, às vezes, ensino os mais novos. Voltarei outras vezes aqui para ver a vida da roça e do mar - do jeito que eu cresci vivendo isso. Grande abraço. Laerte.

Edumanes disse...

Não comunicaste a São Pedro,
de que ias semear as batatas
o qual deverias ter feito
com as tuas sábias palavras!

Por isso não te queixes agora,
promete-lhe uma boa compensação
se não estragar as batatas na horta
carregado delas mandas-lhe um vagão!

Toma lá abraço, e deixa a água das nuvens cair na terra,
se tiveres prejuízo nas batatas, podes ter benefício nos tomates?
Muita calma amigo, a quem manda e sabe, não queiras declarar guerra!

Elvira Carvalho disse...

Não foi a Facebook ontem. Eu fui e ele avisou-me que ia chover forte no Barreiro e que se quisesse sair de casa, para levar o chapéu.
Abraço e bom fim-de-semana