NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

quarta-feira, 1 de março de 2017

DA FIGUEIRA PARA METANGULA...


Para visitarmos o CHAMBO!
O "Chambo" é uma embarcação adquirida pelo governo moçambicano para viabilizar o transporte de pessoas e mercadorias entre as comunidades do Lago Niassa Moçambique e Mangochi, Malawi.
A gestão daquela embarcação com capacidade de transportar 100 passageiros sentados e duas viaturas, foi entregue à gestão de um consórcio constituído pela Emocil e Malawi Shipping Company, sendo o contrato de cedência dos direitos de exploração, sido assinado pelo governador do Niassa, David Malizane e pelo diretor executivo daquela companhia moçambicana-malawiana, José Dinis da Silva.
O "Chambo" nome pelo qual foi batizado aquele barco, foi construído em Portugal e montado em Malawi, e é, igualmente, nome de um peixe que abunda nas águas lacustres do Lago Niassa, é o mais consumido entre as comunidades da zona costeira do distrito do Lago.
Este barco circula entre as zonas de Meponda, passando por Meluluca, até Cobwé, enquanto nas suas operações para fora de Moçambique, abrange as áreas de Mangochi e as ilhas de Licoma e Kizumulu, no Malawi.
Espero que tenham gostado da nossa viagem, afinal são terras, tão bem por nós conhecidas.

7 comentários:

  1. Também posso ir e dar um saltinho a Nampula, para matar saudades?
    Um abraço e um Março sereno e feliz

    ResponderEliminar
  2. Também vou até Nampula, visitar o restaurante do SR. Souto, já faleceram os dois, ele e a esposa D.Celeste, mas pode ser que lá encontre as filhas!

    ResponderEliminar
  3. No Chambo, lá vai o amigo António Páscoa,
    da Figueira da Foz, rumo a Metangula
    navegando nas águas límpidas do Logo Niassa
    de ida e volta numa viagem de aventura!

    Tenhas uma boa tarde,
    sonhando ou não com essa viagem!

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  4. Devíamos pedir um subsídio ao estado para fazer uma viagem ao Niassa e matar saudades. Pelo que lá amargamos bem o merecíamos. E ajudávamos no turismo!

    ResponderEliminar
  5. Então vamos lá embarcar num sonho lindo com as nossas Marias, marcamos uma viagem de cruzeiro, passando por Cabo Verde, (porque vou visitar o Dias Loureiro, pedir-lhe o meu graveto e agora recentemente um vizinho meu que se pirou para lá), seguindo viagem paramos em Luanda, para comermos uns camarões, umas ameijoas e bebermos umas Nocais, de seguida rumo a Maputo paramos na Cidade do Cabo, (África do Sul), ver umas moreninhas que lá deixei, seguimos para Maputo, aí precisamos estar oito dias para cumprimentar-mos todos os amigos e amigas, seguindo mais para norte paramos em Nampula, quero cumprimentar as filhas do SR. Souto, depois até Metangula e Cobwé, mais um mês, quero passar por Malawi, para ajustar contas com o polícia que correu connosco e regressamos a Lisboa, então, gostaram do sonho? Querem-me acompanhar, contactem a agência de viagens, pode ser a de Leiria que me levou aos Açores! Vamos nessa rápido porque o tempo corre mais que um fuzileiro.

    ResponderEliminar
  6. Um fuzileiro corre muito mas é no pensamento,
    onde quer que tu estejas com esse o teu lamiré
    pois, já há muito tempo que eu bem te entendo
    então vamos numa viagem a sonhar com o Cobwé!

    ResponderEliminar
  7. Fantástico, graças ao Amigo Páscoa(que é um querido),tomámos conhecimento deste navio "CHAMBO" da Figueira para o Niassa.
    Como também sou curioso pelo percurso de tudo o que é Moçambique, se houver um bom subsídio também me vou inscrever. Até lá com um abraço.

    ResponderEliminar