NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

sexta-feira, 4 de março de 2016

FAZ HOJE 15 ANOS "NUNCA ESQUECEREMOS"...

Tragédia de Entre-os-Rios foi há 15 anos. "Nunca esqueceremos!"

Há 15 anos, a ponte que ligava Castelo de Paiva e Entre-os-Rios colapsou. 59 pessoas perderam a vida.



Completam-se hoje 15 anos sobre a queda da Ponte Hintze Ribeiro. 

A 4 de março de 2001, a população de Castelo de Paiva e Entre-os-Rios ficou em choque com a queda da ponte que ligava as duas localidades.
Parte do tabuleiro construído em 1887 colapsou, com a queda de um pilar, num momento em que três carros e um autocarro faziam travessia. 59 pessoas morreram e o país ficou de luto.
Dias de chuva intensa e prolongada tinham levado, nos dias antecedentes, ao aumento do caudal do Rio Douro. Apesar as responsabilidades não terem sido imputadas a ninguém, o então ministro do Equipamento Social, Jorge Coelho, demitiu-se do cargo.
Falta de vistorias e extração excessiva de areias foram as causas apontadas para a instabilidade da construção, que acabou por ser substituída por uma nova ponte em 2002.
A este propósito, saliente-se, a Marinha Portuguesa partilhou uma publicação em que pode ler-se: "Nunca esqueceremos!".

5 comentários:

  1. Nunca esquecemos as tragédias.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  2. Dia 4 de Março. tragédia, em Castelo de Paiva, a ponte que atravessava o rio caiu abaixo, um autocarro mergulhou no rio, infelizmente, 59 pessoas perderam
    vida. Coisas que acontecem, mas que não deveriam acontecer. Todavia, o destino o determinou e quanto a isso não há nada a fazer!

    Tenhas uma boa tarde e não tenhas "cagufe" de atravessares o Rio Mondego, pelo ponte, cuja a imagem se pode ver no cabeçalho desse teu blogue!

    ResponderEliminar

  3. Lembro-me ainda bem desta tragédia, que não será esquecida facilmente.
    Por falar em pontes, a da Figueira,(toda a foto do Blog)é uma beleza.
    Abraço companheiro Páscoa.

    ResponderEliminar
  4. E aí, o Jorge Coelho que era o ministro dessas coisas disse que a culpa era sua, abandonou o governo e foi para a Mota-Engil governar a vidinha.
    De que serviu dizer que era ele o culpado?
    Estes políticos têm cada uma!

    ResponderEliminar