NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

UMA VISITA À MINHA ALDEIA!

Jardim da igreja, em Vinha da Rainha

A fonte em Carrascal, com "cara lavada" «Recentemente pintada» água fresca, potável e de borla

A rua que nos leva de Vinha da Rainha ao Carrascal

Edifício onde funcionam os serviços administrativos da Junta de Freguesia

A casa da sogra e a rega das sardinheiras

Vivenda Querido em Carrascal

A Capela de S.to António, construída em 1937, acabada de pintar

A imagem em azulejos, do Santo casamenteiro 

Os maracujás da prima Celestina

Cá estão eles prontinhos a comer

Os Chuchus 

Os Kiwis, agora digam lá que o Carrascal, não é rico em frutos tropicais

As uvas, prontas a fazer o bom néctar (vinho tinto)

No percurso Vinha da Rainha-Carrascal, aparece-nos esta maravilhosa povoação, especialista em sobre-mesas
Com o meu OBRIGADO pela vossa visita, dou por terminada a minha reportagem, despedindo-me como habitualmente...Com o meu abraço.

5 comentários:

  1. Uma das postagens mas gostosas e amorosas (sabor e amor da terra e pela terra)...que vi e li nos últimos tempos!

    Um abraço, Antônio Querido,
    da Lúcia

    ResponderEliminar
  2. És um Cicerone de mão cheia, melhor que isto é dificil.
    Os frutos tropicais parace que vieram para ficar, hoje já se vêm alguns deles por aí, eu mesmo tinha aqui maracujás de duas qualidades, que infelizmente o pessoal que andou por aqui nas obras fez o favor de destruir, é a vida, vou tentar começar do zero novamente.
    Um abraço
    Virgilio

    ResponderEliminar
  3. Em vinha da Rainha
    Junto ao jardim da igreja
    A árvore que flores tinha
    Junto dela António Querido se veja!

    A seguir a Fonte Carrascal
    Irá ele uma pinga beber
    Água potável não faz mal
    Da nascente pura nascer!

    Diz ele que é de borla
    Estará certo ou errado
    Na Rua do Formigueiro mora
    A formiga e o seu namorado!

    Acabada de pintar
    A Capela de Santo António
    Também a foi visitar
    E escreveu relatório!

    Azulejos do Santo Casamenteiro
    Os Maracujás da prima Celestina
    Já não precisam vir do estrangeiro
    Há fartura deles em qualquer quinta?

    Bom passei terá feito
    Estou eu a pensar
    Não lhe falta o jeito
    Para histórias contar!

    Boa sexta-feira para ti amigo.
    um abraço
    Eduardo.



    ResponderEliminar
  4. Não estou enganado não
    Eles viveram lá sim senhor
    Se mudaram dentro de um caixão
    Para o cemitério, onde tem uma flor!

    Perfeita a tua rima
    A ela tinha que responder
    Depois dos maracujás da prima Cristina
    Os Chuchus e os Kiwis estou a ver!

    Mais abaixo a uva boa
    E a placa, Sacas Bolos
    Andam por aí a falar à toa
    Deputados e ministros loucos!

    Manda mais que tu saber
    só não queres é a gente fique saber!

    ResponderEliminar
  5. São tão boas estas visitas à aldeia!!!
    Um grande abraço António!

    Sónia

    ResponderEliminar