NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

segunda-feira, 11 de junho de 2012

SAUDADES DE COIMBRA!


Coimbra...Cidade Eterna

Ó!…Coimbra, cidade eterna,
Da velha universidade
E poetas que marcaram
O Penedo da Saudade.

Ó!…Coimbra, das tradições,
Onde o luto duma capa,
Faz deslumbrar multidões,
Do Choupal até à Lapa.

Ó!…Coimbra, dos estudantes
E de tricanas formosas,
Onde uma Santa Rainha,
Fez o milagre das rosas.

Ó!…Coimbra, onde o Mondego,
Sussurra à noite em segredo,
Histórias de amor que ouviu,
Reveladas no Penedo.

Ó!…Coimbra, inspiradora,
Tu foste palco e cenário,
De nomes grandes do fado,
Entre os quais, se encontra Hilário.

Ó!…Coimbra, um dia choraste,
Profundamente, talvez…
Triste na Quinta das Lágrimas,
A morte, da linda Inês !…

Ó!…Coimbra, cheia de história,
Que o tempo nunca apagou,
Havendo ainda olvidadas,
Histórias que ninguém contou.

Ó!…Coimbra, dos monumentos,
que viram séculos passar,
Ai se essas pedras velhinhas,
Histórias pudessem contar…

Ó!…Coimbra, para ti canto,
Por seres tão nobre cidade,
Este poema inspirado,
No Penedo da Saudade!…
MAS TAMBÉM DE ZECA AFONSO!

9 comentários:

  1. Ó! Coimbra dos doutores
    E também do Rio Mondego
    Andam por aí uns senhores
    Que alteram o nosso sossego!

    Noutras universidades estudaram
    Para virem buscar nosso dinheiro
    Noutros tempos dizem que para cá o mandaram
    Mas, os espertos logo o levaram para o estrangeiro!

    Boa segunda-feira para ti, amigo António,
    um abraço
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  2. Gosto tanto do fado de Coimbra...
    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Quando comecei a ler as quadras, disse cá para os meus botõs: olha o Páscoa não quer deixar mal a Marinha e está a fazer concorrência ao Eduardo que é mestre em Poesia, ainda bem que há um Marinheiro com veia Poética para se bater com ele, afinal as quadras têm assinatura do Cavaco, não daquele que todos conhecemos, (e do qual não sou particularmente fã) mas doutro que nos oferece estas lindas quadras.
    Um abraço
    Virgilio

    ResponderEliminar
  4. Coimbra foi também a minha cidade como estudante. Andei por lá 4 anos, entre 1955 e 1959.
    Quando leio estes versos parecem-me também dedicados a mim.
    E viva eu!

    ResponderEliminar
  5. Boa Noite Antonio Querido.
    Boa Noite Figueira Minha.
    Amigo depois de um pequeno afastamento estou tentando voltar aos braços das minhas lindas amizades.
    Querido:eu amei esse poema do seu blog você autoriza eu postar no meu blog ??
    Eu não conhecia um poema tão lindo a Coimbra é simplesmente fantasco.
    Aguardo sua resposta linda noite uma semana linda para você beijos meus.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  6. Boa Noite Antonio Querido.
    Boa Noite Figueira Minha.
    Amigo depois de um pequeno afastamento estou tentando voltar aos braços das minhas lindas amizades.
    Querido:eu amei esse poema do seu blog você autoriza eu postar no meu blog ??
    Eu não conhecia um poema tão lindo a Coimbra é simplesmente fantasco.
    Aguardo sua resposta linda noite uma semana linda para você beijos meus.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  7. Jamais t'esquecerei12 de junho de 2012 às 09:08

    Eu de Coimbra tenho a desejar mil felicidades a uma aluna do H.U.C. e peço a Deus que lhe dê tudo de melhor que existe sobre terra.
    Eu te amei sem te conhecer (fisicamente) e estou pagando por minha estupidez.
    Um grande abraço M.V.B.O
    Filipe

    ResponderEliminar
  8. Amiga Evanir, o "Figueira minha" está ao seu dispor, (Sirva-se à vontade) mas não esqueça o nome do autor!
    Com o meu abraço

    ResponderEliminar
  9. Nessa terça feira 12 de Junho é um
    dia especial, para os eternos namorados
    Desejo a vc um dia feliz com todo amor
    que vc merece.
    Fotos , imagens,textos poesias, deixa a vida
    mai bela.. por isso vim deixar meu abraço
    com todo meu carinho
    Felicidade hoje e sempre
    Bjusss
    Rita!!!!!

    Um dia irei conhecer Coimbra se Deus quiser!

    ResponderEliminar