NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

PORTUGUESES NA MAIOR FEIRA DO MUNDO EM BERLIM...

Capoulas Santos quer anular défice agroalimentar de 2.700 ME até 2021

 | Política
Porto Canal com Lusa
Berlim, 08 Fev (Lusa) - O ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, espera equilibrar a balança agroalimentar em valor até 2021, ou seja, "anular o défice atual" de cerca de 2.700 milhões de euros.
"Um dos grandes objetivos do Governo é equilibrar a balança agroalimentar em valor até 2021, isto é, anular o défice atual que ronda os 2.700 milhões de euros", disse o ministro à Lusa, durante a visita à Fruit Logistica 2017, a maior feira de frutas e legumes do mundo, que arrancou hoje em Berlim e conta com 42 expositores de empresas portuguesas.
E acrescentou: "Em 2016, conseguimos reduzir este défice em 700 milhões de euros".
O ministro sublinhou que "é necessário aumentar a produção nacional para substituir importações e aumentar as exportações", destacando que os dados de 2016 confirmam o otimismo quanto à concretização daquele objetivo.
Por isso, considera "fundamental consolidar mercados de exportações e abrir outros novos", num setor que "é muito competitivo à escala global".
É nesse sentido que se insere a participação portuguesa na Fruit Logistica, em Berlim, onde estão representados dezenas de países e "para onde convergem compradores e vendedores de todo o mundo", frisa.
"Aqui um operador português pode fazer em poucos dias aquilo que necessitava fazer dando uma volta ao mundo em termos de contactos profissionais", constatou.
A exposição, que decorre até sexta-feira, celebra nesta edição 25 anos de aniversário e vai pela primeira vez ultrapassar os 3.000 expositores de 86 países, sendo esperados mais de 70.000 visitantes profissionais de 130 países.
Ao todo vão estar presentes 42 expositores portugueses no evento, que tem este ano a Alemanha como país parceiro.
Pela sétima vez consecutiva, Portugal conta com uma participação conjunta na Fruit Logistica através da Portugal Fresh (Associação para a Promoção das Frutas, Legumes e Flores), que vai juntar 33 expositores, onde se incluem 18 empresas portuguesas ligadas ao setor.
Entre elas, estão por exemplo a Vitacress, Bfruit, Central Frutas do Painho, Cooperfrutas, Extrafrutas e Frutalvor.
O ministro destacou a importância da Portugal Fresh, lembrando que a mesma tem na exposição um conjunto de operadores e que estão presentes "para renovar contratos e encontrar novos destinos de exportações".
Aos 33 expositores do 'stand' da Portugal Fresh, juntam-se ainda os 'stands' individuais de outras nove empresas portuguesas, como a Eurofrutas, Calibrafruta e Ferreira da Silva Importação e Exportação.
JMG // JNM
Lusa/fim

3 comentários:

  1. Viajando pelo interior de Portugal, de norte a sul, o que mais se vê são terrenos abandonados em que nada é cultivado.
    Se isso continuar assim vai ser difícil alcançar os objectivos a que o Sr. Ministro se propõe.
    A mesma coisa se passa com a importação de peixe. Temos a maior Zona Económica Exclusiva e uma costa que nunca mais acaba, mas não temos quase nada em aquacultura. Fartamos-nos de importar robalos e salmão que é do peixe mais caro e lá se vai o equilíbrio da balança.

    ResponderEliminar
  2. Tens toda a razão! O que acabas de dizer é a base do desequilíbrio da nossa balança agrícola, será que Capoulas Santos tem estofo para dar volta a isto? Vamos esperar.

    ResponderEliminar
  3. Com a devida vénia, faço meu o comentário do nosso amigo Tintinaine.
    Um abraço.

    Amigo, peço-lhe o especial favor de ler o esclarecimento que acabei de postar no Sexta.

    ResponderEliminar