quinta-feira, 18 de setembro de 2014

QUEM NÃO CUMPRE, NÃO PODE FAZER CUMPRIR...



Imprensa Ilegalidades colocam Passos 'na mira' do DCIAP

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, estará a ser investigado pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) por ilegalidade devido a rendimentos auferidos entre 1995 e 1998, período em que era deputado em exclusividade, e que não foram declarados, noticia hoje a revista Sábado.
Pedro Passos Coelho estará a ser investigado pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) na sequência de uma denúncia que, de acordo com a revista Sábado desta quinta-feira, terá chegado “este ano” à Procuradoria-Geral da República.
A mesma publicação afirma que o primeiro-ministro terá recebido pagamentos do grupo Tecnoforma no valor de mais de 150 mil euros entre 1995 e 1998, quando era deputado em regime de exclusividade.
Passos Coelho terá recebido pagamentos mensais no valor de cinco mil euros que não declarou às Finanças, durante esse período, e quando era deputado em exclusividade, ou seja, encontrava-se proibido de acumular outros rendimentos no Estado e associações públicas ou privadas.
À data dos alegados factos, Passos Coelho presidia o Centro Português para a Cooperação, uma organização não-governamental, que foi criada pela Tecnoforma para auferir financiamentos comunitários destinados a projetos de formação e cooperação.
A revista Sábado revela que tentou obter uma reação junto do gabinete do primeiro-ministro e da Tecnoforma mas sem sucesso.

8 comentários:

  1. Ai pode fazer cumprir, pode! Veja lá se os portugueses não têm cumprido!...
    Porque será que este tipo de notícia já não me surpreende?!... Vamos ver no que irá dar.
    xx

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Que ele não era santo, já sabia,
    porque se ele fosse santo
    nunca maldades ele faria?

    Essa é que uma grande verdade,
    todo aquele que não cumpre
    para fazer cumprir não tem autoridade.

    O que fazem os govergantes,
    a maioria deles alarvidade
    por serem tantos os pecantes
    não sei se terão lugar na eternidade?

    Esse coelho nunca ne enganou,
    a tantos outros é igual
    da pensão uma parte me roubou
    é maior destruídor de Portugal!

    Um abraço, e pede Deus,
    para que ele desapareça
    para bem londe daqui!

    Eduardo.

    ResponderEliminar
  5. Já pedi, mas diz o nosso povo que, (vozes de burro não chegam ao céu).

    ResponderEliminar
  6. De hoje a um ano já teremos outro governo. Veremos se o povinho é esperto o suficiente para mandar este às urtigas.
    Eu que ainda não esqueci os socialistas que nos meteram neste buraco vou votar no Jerónimo de Sousa. Assim pelo menos fico com a consciência tranquila de não ter contribuido para eleger ninguém.

    ResponderEliminar
  7. Concordo, vou seguir as tuas pegadas!
    abaixo o PS, e os partidos da maioria
    só o que têm feito é grandes gagadas?

    ResponderEliminar
  8. E se todos pensarem o mesmo? Já imaginaram um país da UE comunista, que imediatamente cortava relações com o FMI! Sabem o que acontece a um caloteiro, que não paga o que deve?
    Vamos com calma amigos!...
    A não ser que Portugal tenha a sorte que teve a Alemanha, perdoarem-nos a dívida.

    ResponderEliminar