NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

sexta-feira, 21 de março de 2014

UM PÁSSARO EM LIBERDADE...

É como me sinto neste momento, sempre gostei dos campos em flor e encontrar-me com a minha Prima/Vera

Passear, brincar, estender uma toalha à sombra de uma árvore, olhar o céu, fechar os olhos e sentir um par de lábios ardentes queimarem os meus

Como é linda a minha Prima/Vera

Ouvir a música e o canto dos passarinhos, respirar ar puro

Pois é meus amigos, irei navegar menos tempo por aqui, mas encontrar-me-ão esvoaçando por aí, em liberdade com a minha Prima/Vera!
DESEJO A TODOS/AS UM BOM FIM DE SEMANA.

9 comentários:

  1. Ora boas Sr. António,

    O seu blog está fantastico e é bom saber que a figueira é um bom sitio para se estar em liberdade e ter esses campos onde meter uma toalha para descansar. Tenho que ir ai um dia fazr uma vistia guiada a minha esposa.

    Cumprimentos,

    Rodrigo Vieira.

    ResponderEliminar
  2. Tenho que ir ai um dia fazer uma vistia guiada a minha esposa.

    Cumprimentos,

    Rodrigo Vieira.

    ResponderEliminar

  3. A voar e não pousado!
    Ao passar pela figueira tua
    Vi um pássaro alvoraçado
    E um garota quase nua!

    Olhei ele sem maldade!
    Não o consigo esquecer
    Mesmo ali em liberdade
    O que é bom é para se ver!

    Porque outros têm tão pouco!
    O melhor será dormir sonhando
    Neste mundo onde uns têm tanto
    É de um homem ficar louco!

    Quando é demais a fartura,
    Ou a esmola é grande
    Tantas palavras de aventura
    Sem consenso do arrogante!

    Queria eu dizer brilhante!
    Esmero doutor lavrou
    Milagrosa receita chibante
    Seu remédio moça doente curou!

    Atrasado já estou!
    Para ir registar o Euromilhões
    Quem contra o governo protestou
    Vai receber menos tostões!

    Porque sou alentejano!
    Não sabem o que é o arado
    Os políticos são um engano
    De aldrabões estou farto!

    Bom fim de semana,
    também para ti amigo António, um abraço.
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  4. És um Homem de sorte, gozando a Primavera, por aqui é Inverno e rigoroso, para além da chuva, faz um frio do caraças.
    Um abraço
    Virgílio

    ResponderEliminar
  5. Mas que poético, António! É a Primavera...;-)
    Gostei foi da casa na árvore e do campo de papoilas!
    Bom fim de semana!
    xx

    ResponderEliminar
  6. A minha figueira está sempre de ramos abertos para os amigos, há sempre um figuito e um copito de cachaça para os visitantes, sejas bem vindo ao meu blog Rodrigo!

    ResponderEliminar
  7. Figos não quero. Só quero a tua prima. Onde é que a tinhas escondida?
    Quer se chame Vera ou outra coisa qualquer, a verdade é que ela é BOA COM'Ó MILHO!

    ResponderEliminar
  8. Comentei o texto e quando publiquei apareceu-me a mensagem de erro. De modo que lá vou eu começar de novo.
    Ora bem é Primavera e como ontem era o dia mundial da poesia, o amigo fez um texto poético muito interessante.
    Já reparou na vossa vantagem? Nós mulheres não temos nenhum primo. Buuuá
    Um abraço e bom fim de semana. E veja lá se a Celeste não se cruza com a Vera senão sai sarilho.

    À margem:
    O conto do Sexta é como disse um conto triste. Retrata uma certa realidade, as relações de competição entre mãe e filha, o alcoolismo no feminino, a depressão etc. Mas isso existe verdade?
    Um abraço

    ResponderEliminar
  9. Antonio Querido..
    A prima(Vera) começou bem para si meu amigo.
    Gosto desse seu jeito brincalhão
    nos faz sorrir mesmo quando estamos tristes.
    A prima (Vera) em Portugal aqui o outono com seus dias tristes com muitas folhas a cair das arvores.
    Feliz final de semana abraços.
    Evanir.

    ResponderEliminar