NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

sábado, 22 de junho de 2013

O BEIJO MATA O DESEJO...

O Beijo Mata o DesejoMOTE 

«Não te beijo e tenho ensejo 
Para um beijo te roubar; 
O beijo mata o desejo 
E eu quero-te desejar.» 

GLOSAS 
Porque te amo de verdade, 
'stou louco por dar-te um beijo, 
Mas contra a tua vontade 
Não te beijo e tenho ensejo. 

Sabendo que deves ter 
Milhões deles p'ra me dar, 
Teria que enlouquecer 
Para um beijo te roubar. 

E como em teus lábios puros, 
Guardas tudo quanto almejo, 
Doutros desejos futuros 
O beijo mata o desejo. 

Roubando um, mil te daria; 
O que não posso é jurar 
Que não te aborreceria, 
E eu quero-te desejar!    

António Aleixo, in "Este Livro que Vos Deixo..."

3 comentários:

  1. Já pensava que estavas afazer concorrência ao Eduardo, Verde e Albertino Veloso, os três Poetas que nos vão presenteando com versos de qualidade, mas quando cheguei ao fim, vi que eram do Grande António Aleixo.
    Um abraço
    Virgílio

    ResponderEliminar
  2. Boa chega do Observador...
    O Páscoa ataca com o Aleixo;
    Quando perdemos o pudor
    Vai mesmo com o queixo!
    Perdoai-me a ousadia
    Pela extemporânea brejeirice
    Apenas pensava e escrevia
    Mas, pela boca não a disse!

    ResponderEliminar