NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

quinta-feira, 9 de junho de 2016

POEMA DO MÊS DE JUNHO...

(Pintura de Di Cavalcanti-São João)

Coro de crianças:
Passem os meses desfilando!
Venha cada um por sua vez!
Dancemos todos, escutando
O que nos conta cada mês!
Junho:
Em chamas alviçareiras,
Ardem, crepitam fogueiras…
— E os balões de São João
Vão luzir, entre as neblinas,
Como estrelas pequeninas,
Entre as outras, na amplidão.
Não há casinha modesta
Que não se atavie, em festa,
Nestas noites, a brilhar:
Não se recordam tristezas…
Estalam bichas chinesas,
Estouram foguetes no ar.
Fogos alegres, pistolas,
Bombas! ao som das violas,
Ardei! cantai! crepitai!
Num largo e claro sorriso,
Seja a terra um paraíso!
Folgai, crianças, folgai!
Coro de crianças:
Aí vem Julho, o mês do frio…
Vamos os corpos aquecer,
Acelerando o rodopio…
— Pode outro mês aparecer!
Karina

4 comentários:

  1. De pistolas e violas,
    turbulenta será a melodia
    mais lindas são as rosas
    desabrochadas ao romper do dia.

    Não sei não, no mês de Junho,
    sem o sol da primavera
    tentei escrever um rascunho
    dele saiu o que eu não quisera.

    Antes do S. João no Porto,
    Santo António de Lisboa
    com ele cada vez mais torto
    o que mais faz são coisas à toa!

    Não gosta de pão nem de broa,
    nem o carrascão o faz animar
    como dantes entoava não entoa
    passa a vida a se espreguiçar!

    Tenhas uma boa tarde,
    a pensar no S. João
    enquanto fogo arde
    prepara o chourição!

    ResponderEliminar
  2. Bonito poema. A poetisa é brasileira?
    Um abraço e bom fim de semana alargado

    ResponderEliminar
  3. Como questiona a Elvira, a poesia deve ser brasileira, pois as estações estão ao contrário das nossas.
    Mas brasileira ou portuguesa, o que interessa é que seja boa!

    ResponderEliminar
  4. Portuguesa ou Brasileira
    Na poesia pouco importa
    Para saltar a fogueira
    Vai a perna direita ou torta.
    X
    No Brasil país irmão
    Têm coisas em comum
    Onde reina a corrupção
    Não se salva nenhum.

    ResponderEliminar