NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

O SONHO DO PAI NATAL...

CONTO DE NATAL!


 Estamos no mês de dezembro, mês de Natal! Mês de união familiar, de união de todas as crenças religiosas, vamos todos dar as mãos neste Natal e pedir para acabarem os ódios, as guerras, a fome no mundo! Hoje trago-vos este conto de Natal, para lerem ao conforto da vossa lareira, não esquecendo  aqueles que nunca a tiveram!...
O Pai Natal estava a sonhar um lindo sonho, do qual não queria acordar. Era véspera de Natal e todos estavam felizes!
Ninguém estava sozinho! Todos tinham família, e uma casa onde estar, com a mesa pronta para a ceia de natal e com comida para todos. Não havia pobreza, nem ódio, nem guerras. Todos eram amigos, não havia brigas, palavrões nem má educação, e o Pai Natal via como todos eram carinhosos uns com os outros. As pessoas que se encontravam nas ruas, a caminho de casa, cantarolavam alegremente músicas de natal, levando as últimas prendas para colocar debaixo do pinheiro. Nem cão nem gato estavam sozinhos nesta noite fria. Todos tinham um lugar aconchegado onde ficar.
E o Pai Natal não conseguia deixar de sorrir, de tanta felicidade ao ver o mundo cheio de paz, amor e harmonia!
Mas o Pai Natal acordou e viu que tudo não passara de um sonho maravilhoso, e ficou triste. Só algumas pessoas no mundo eram felizes, capazes de celebrar o natal em alegria, paz e comunhão com os seus, de terem um lar, comida, roupa e amor.
Então o Pai Natal pensou: Terei de continuar a ajudar crianças e adultos a ter um Natal Feliz!
Vou preparar as renas e o meu trenó, para enchê-lo com prendas e distribui-las esta noite, de modo a que, pelo menos uma vez por ano, haja alegria no coração de todos nós!.
E assim o Pai Natal continua, ano após ano, a cumprir a sua tarefa, até que um dia possa ver o seu lindo sonho concretizado.
Ho, Ho, Ho! Feliz Natal a todos!

7 comentários:

  1. Era bom que os homens da guerra,
    te ouvissem, nos armeiros as armas
    deixassem a descansar bem preciso era
    dos olhos não caírem mais lágrimas!

    Ainda falta muito tempo,
    para o dia de Natal
    se é que eu bem te entendo
    em Cova-Gala ou no Carrasal
    com alegria,comendo e bebendo
    com moderação para não fazer mal!

    Toma lá abraço e vai para a cama sonhar?

    ResponderEliminar
  2. Corrijo: É Carrascal e não Carrasal!

    ResponderEliminar
  3. Olhe, eu só não detesto o Natal porque
    a minha filha nasceu a 24 de Dezembro!...;-)
    xx

    ResponderEliminar
  4. Oh Querido da Cova Gala, o Natal ainda vem longe!
    Vais-nos obrigar a falar dessa festa, de que a Laura não gosta, durante 21 dias?
    És um masoquista!

    ResponderEliminar
  5. Só lê quem quer, só gosta quem quer, só escreve acerca do natal, quem gosta das merendeiras, dos doces, do fiel amigo com couves, ou do cabrito e perú assado no dia de natal com a família reunida, eu gosto de festejar o natal e receber as prendinhas como se tivesse voltado a ser criança e sonhar com o Pai-Natal! Respeito todas as ideologias religiosas, excepto as que entram no fanatismo!
    Desejo desde já um Feliz Natal a todos/as os que lêem o "Figueira Minha".

    ResponderEliminar
  6. Conheço alguém que costuma dizer que o bom da festa é enquanto se espera por ela.
    Depois de chegar ela esvai-se em três tempos e adeus festa. Por isso deves ter razão em começar já a festejar. Vamos a isso!

    ResponderEliminar