NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

sábado, 29 de novembro de 2014

O SOL VOLTOU À HORTA...


Não tenhas medo, só quero brincar!


Na sorna!


Os meus Fisalis!


Os morangos, meios benfiquistas!


As laranjas!


Suas Ex.cias as Clementinas!

Com este sol tão brilhante, vou até à praia!

A TODOS/AS, UM BOM FIM DE SEMANA.

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

PRAIAS DA COVA-GALA SÃO DO MAR...

Agora também não há temperaturas apetecíveis para os mergulhos,

Vamos esperar que a partir de junho 2015, nos deixe o nosso espaço para o bronze.

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

PÔR-DO-SOL EM LIBERDADE...


MAS ATÉ ELE PARECE ENVERGONHADO!

Ai como é bom acordar de manhã e ver nascer o sol, ao entardecer ir passear à beira-mar e ver o lindo pôr-do-sol, tás a ver Zé? Está a ser triste para ti e para os teus amigos que te defendem com unhas e dentes, já recebeste a visita de alguns e o último foi ontem, que te avisou várias vezes para abrires uma fundaçãozita e assim ias comendo legalmente!
Como tens tratamento VIP, faz uma pausa na leitura em francês de Filosofia e vê na TV, como é bom ter amigos cá fora, por falar em amigos, já tens muitos aí em Évora? Não deve ser difícil para ti, com esse dom que a política te ensinou! Deixo-te aqui um conselho: Vai ficando por aí uns anitos, sempre vais continuar a comer e a beber à custa daqueles que meteste na miséria e quando saíres pira-te para bem longe, porque esses não te vão perdoar nunca!
Para terminar envio-te um abraço mais que apertado, deste que nunca gostou de ti e agora te odeia!

António Querido


terça-feira, 25 de novembro de 2014

SÓ-QUÊ-TRÊS...


Então e os outros que continuam a fazer vida de lordes à custa dos nossos impostos?
Eu quando ouvi um coelho vir à TV, cantar de galo, dizendo que os políticos não são todos iguais, deu-me um arrepio e pensei para os meus botões: (E como é que em menos de um ano vais dar provas disso)? O povo português esfregou os olhos e já vai limpando a areia que diariamente lhes atiram aos olhos, senão vejamos: Recentemente na AR, todos disseram sim à reposição das subvenções vitalícias dos políticos, (com exceção do Bloco e do PCP), será que, com esta atitude não contradizem o que afirmou o seu chefe? Lembramos que os funcionários públicos têm os seus vencimentos congelados há mais de 5 anos! Os sr.s políticos não são funcionários públicos? Para terem regalias extraordinárias, motoristas às suas ordens, subirem os seus subsídios, como se vivessem num paraíso sem desemprego e miséria? Portugal precisa com urgência de fazer uma desparasitação total! E já que o Juiz sem medo Carlos Alexandre, tem a mão na massa, sirva de exemplo a outros colegas para tentarem sem constrangimentos e receio do fogo, meterem com a maior brevidade possível toda a massa no forno antes que azede para sempre e as padarias fiquem vazias, há muitos lordes ainda por aí.

domingo, 23 de novembro de 2014

AMIGOS, AMIGOS, NEGÓCIOS À PARTE...


Grandes amigos, FONIX.

"Enquanto os políticos não aprenderem em governar a Nação, em vez de se governarem a si próprios, será sempre assim", se a justiça funcionar!

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

COM MERGULHOS OU SEM ELES...


TENHAM UM BOM FIM DE SEMANA!

A GRUA QUE MERGULHOU...

Numa sexta feira de sol no Portinho da Gala,

A grua que se preparava para a drenagem, resolveu dar um mergulho,

E aí está ela submersa, os mergulhadores e a polícia marítima estudam a maneira de a fazer levantar até à sua posição inicial, a fim de retomar os trabalhos que lhe foram destinados!

O tal canal, que começou mal e acaba pior.

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

ENGOLINDO O VÓMITO...


Nasci, gritei bem alto calando o silêncio da sala, ao sair do berço, vejo-me envolvido num silêncio obrigatório, em que o direito de defesa era inexistente, estava numa ditadura onde reinava a luta diária de sobrevivência e foi aqui que a voz da aventura falou mais alto, a 2.000kms de distância pude enfim respirar fundo, tinha direito a defesa e a reivindicar os meus direitos, em 1974, embora à distância, também gritei LIBERDADE como bom português.
Nascia então a esperança de voltar ao meu berço, gritar de novo, falar, protestar, o que aconteceu seis meses depois e aqui começou a minha tímida luta contra os ataques das feras poderosas  que, com as garras afiadas começaram a ferir e a atacar os mais frágeis, hoje com o decorrer dos anos resta-me ir engolindo o vómito duma política de corrupção e compadrio, engolindo o vómito de viver numa feira de mercado negro, deslocar-me à farmácia para comprar medicamentos e dizerem-me: (O seu medicamento está esgotado a nível nacional)! Deixe o seu contacto, quando tivermos avisamos!
Vou engolindo o vómito de ter descontado uma vida inteira para a Segurança Social, pensando eu que preparava uma velhice com dignidade, enganaram-me!
Porque agora o meu dinheiro já lá está e estão-se borrifando para o meu modo de vida!
Acho que vou acabar com vómitos por ter voltado ao berço que me viu nascer.


quarta-feira, 19 de novembro de 2014

A TEIMOSIA DE CRATO...


Como os professores se recusam a ser avaliados por colegas com menos competência, Nuno Crato decidiu ir ele próprio fazer essa avaliação, vejam o resultado...


segunda-feira, 17 de novembro de 2014

O ALENTEJANÊS...


“ALENTEJANÊS”
Todo o bom alentejano “abala”, para um sítio qualquer, que normalmente é já ali. O ser já ali é uma forma de dizer que não é muito longe, mas claro que qualquer aldeia perto aqui no Alentejo está no mínimo a cerca de 30km. Só um alentejano sabe ser alentejano!

Um alentejano “amanha” as suas coisas, não as arranja, um alentejano tem “cargas de fezes”, não tem problemas, um alentejano vai “à do ou à da…” não vai a casa de…, um alentejano “inteira-se das coisas” não fica a saber… No Alentejo não há aldrabões há “pantomineiros” e aqui também não se brinca, “manga-se”.

No Alentejo não se deita nada fora, “aventa-se” qualquer coisa e come-se “ervilhanas” ou “alcagoitas” (amendoins) e “malacuecos” (farturas). Os alentejanos não espreitam nada nem ninguém, apenas se “assomam”… E quando se “assomam” muitas vezes podem mesmo ter dores nos “artelhos” (tornozelos)!

Muitas vezes viaja-se de “furgonete” (carrinha de caixa aberta), algo que pode deixar as pessoas “alvoreadas” (desassossegadas). Quando algo não corre bem, é uma “moideira” (chatice) e ficamos “derramados” (aborrecidos) com a situação, levando muitas a vezes a que as pessoas acabem por “guerrear” (discutir) umas com as outras e a fazerem grandes “escabeches” (alaridos).

“Ainda-bem-não” (regulamente) as pessoas t
​ê
m que puxar pela “mona” (cabeça) para se desenrascarem quando muitas vezes a solução dos seus problemas está mesmo “escarrapachada” (bem visível) à sua frente.

Não estou “repesa” (arrependida) de ter escrito esta pequena crónica, com vista a lembrar detalhes do património oral que nos é tão próximo e muitas vezes de “bradar aos céus”. “Dei fé” (pesquisei) a algumas expressões e tentei não vos criar, a vós leitores, uma grande “moenga”, apenas quero que guardem algumas destas expressões na vossa “alembradura” (lembrança)!

Com o meu abraço a todos os amigos alentejanos. 

sábado, 15 de novembro de 2014

BOM FIM DE SEMANA...

Com máquinas todo-o-terreno, para não patinarem!

As finanças ajudam! Não te esqueças, pede fatura!

Cuidado com a trovoada.
Faltavam estes para animar o fim de semana!

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

O MAR E OS COVAGALENSES...

O mar abriu o caminho e agora sempre que lhe apetece, estende-se pela Mata Nacional, rega os arbustos e os pinheiros com a sua água salgada e vai avisando: (isto aqui é meu)!






Mas este amigo e nosso conterrâneo, bastante conhecido na nossa comunidade,

Resolveu desafiar o mar e deixou o aviso: ( aqui não passas mais enquanto eu aqui estiver)!
Eu sei que alguns covagalenses, nos EUA, visitam regularmente o "Figueira Minha", deixo aqui um pedido, façam um esforço por identificar a personagem que, tal como o vinho do Porto, se mantém sempre novo!
Daqui da Cova-Gala, enviamos o nosso grande abraço a todos vós.

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

SERÁ QUE FOI RESOLVIDA?


Já vi que está tudo na mesma, não alterei nada nas definições e as fotos não aparecem na barra para ampliar, porca miséria! Como estão as tuas comandante, está resolvido?

terça-feira, 11 de novembro de 2014

CÁ VÃO ELAS...

A pinga para os cavalheiros,

As flores da Madeira para as senhoras,

Mais uma fornada, como diria um amigo meu,

O nascer do sol, visto da varanda do meu quarto d´hotel

O PJ por 3 dias, com a sua madame,

Do meu quarto para o Funchal



As montanhas a caminho do Machico

Entrada para o hotel

Mais uma vista parcial da cidade, mas vai chover de seguida.
Fiz um pequeno vídeo, a bailar o bailinho da Madeira, com todas as fotos inseridas,
em breve tentarei publicá-lo, até lá ABRABEIJOS a todos/as.

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

A CHUVA E O SOL...

Desembarque no Funchal

Autocarro turístico durante 3 dias

O Cristo Rei, que nos deu as boas-vindas

Hotel **** no Funchal

1º dia, voltinha pela Ilha

O típico Curral das Freiras

O ponto mais alto da Madeira!
Aqui, olhei em volta e pensei: (Como é possível gastar-se tantos milhões, num território tão pequeno)? Mas no 2º dia depressa me  apercebi, que fazia uma ideia errada do Alberto João!
Chamem-lhe ditador, gastador, ou fura montanhas, seja com dinheiro dos nossos impostos, ou vindos do fundo Europeu para o desenvolvimento, não importa, o que importa ao povo madeirense e aos turistas que diariamente visitam a Ilha, é que num passado recente demorávamos um dia para chegarmos duma cidade à outra, agora com a construção de 166 túneis que fazem as ligações rápidas, demoramos uma hora, tendo o maior túnel, 3 kms de comprimento! Tenho fotos de paisagens que pretendo partilhar convosco, numa próxima oportunidade, a chuva,  o sol e alguma humidade, fazem da Madeira um lindíssimo paraíso.