NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

RECORDAR É VIVER...


Passei pelo "Farol de Metangula" e lembrei-me dumas coisas que tenho no meu baú e quero partilhá-las convosco, começando com os amores africanos, recordo os meus 20 anos com saudade!


A lancha dos fuzileiros em Metangula Moçambique


O crocodilo do Tenente Saltão e o barbudo ali à direita é o Sargento Moisés


A mandioca, alimento indispensável dos africanos para acompanhar com o peixe seco ao sol


De vez em quando, cantava-se o fado nas horas vagas


Companhia de fuzileiros nº 8, (Os Leopardos)!


A minha passagem pela companhia nº 1 de fuzileiros em Luanda Angola


Colégio S. Miguel no Cobué


Material apreendido à FRELIMO!


Deixem passar, uma simples brincadeira com um amigo


Metangula, vista aérea


Outro bicharoco do Cobué


Alguns de vós já mergulharam no Niassa a partir deste trampolim, tudo são recordações da minha juventude passando posteriormente por França, Suiça, e Espanha, culturas e climas diferentes aos quais me adaptei perfeitamente.

8 comentários:

  1. É isso mesmo, recordar é viver, e mantem-nos vivinhos da silva para o que der e vier.
    Um abraço
    Virgílio

    ResponderEliminar
  2. Gostei de ver as fotos, recordações de uma vida que teve que ser. Mas parece que até o foi mau, uma guerra, consegue deixar recordações de bons momentos.
    xx

    ResponderEliminar
  3. Fotos que marcam uma vida e um tempo diferente e já distante...gosrei de ver.

    ResponderEliminar
  4. Na primeira imagem bela guerra
    Quem foi que te disse que sabias
    Lá estás tu bem agarrado a ela
    No Cobué, era o que tu lá fazias!

    Porque a guerra era um estorvo!
    Amor era louco, não havia
    nem muito nem pouco
    Havia mais tristeza do que alegria!

    Recordar é viver o que fomos lá fazer,
    Se não estou enganado
    Aquela rocha que na imagem estou a ver
    Esteve em cima dela este Eduardo,

    A pesar da idade
    As imagens estão um espetáculo
    Aquela do Colégio de S. Miguel, era realidade
    Tu António Querido ao pau da bandeira agarrado.

    Lá ficou um pouco da nossa juventude
    A gente com falta dela aqui
    Abandonada, despresada sem virtude
    Alguma perdida no Rio Lunho, nunca mais a vi.

    Também nas imagens estão crocodilos, tanto em Moçambique como em Angola, não me lembro se alguma vez lá vi algum bichinho daqueles. Eu teimo em afirmar que nunca vi nenhum. Se cheguei a tropeçar em algum, pois não me lembro, há tanto tempo!

    Boa tarte para ti amigo António, um abraço. Recordar é viver obrigado pelas maravilhosas imagens que aqui colocaste para a gente recordar alguns lugares por onde passamos.

    ResponderEliminar
  5. A primeira foto que publicastes cheira-me a esturro.

    ResponderEliminar
  6. Pois. Saudades de um tempo e de uma terra que quem conhece leva no peito até à morte. E ao fim e ao cabo a verdade é que recordando, revivemos a juventude perdida.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
  7. Tantas fotos davam para uma semana inteira de publicações!
    Atiraste com todas de uma vez e agora não te sobrou nada para amanhã.
    Mas alguma coisa vais ter que inventar, porque não perdoamos falhas.

    ResponderEliminar
  8. Lembro-me bem do rochedo da última foto... Gostei imenso.

    ResponderEliminar