NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

NATAL ILUMINADO DE ALEGRIA PARA TODOS!

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

A VIDA É UMA RIBEIRA...

COMEÇO A MINHA SEMANA COM ANTÓNIO ALEIXO
Evocando algumas quadras da sua magnífica poesia!

Faz mal o filho que mente
A seus pais, quando rapaz,
E já é tarde quando sente
O mal que a si próprio faz.

Embora os meus olhos sejam
Os mais pequenos do mundo,
O que importa é que eles vejam
O que os homens são no fundo.

Um homem quando tem notas,
Pode ser perverso e falso:
Todos lhe engraxam as botas:
Se as não tem, anda descalço.

Não é só na grande terra
Que os poetas cantam bem:
Os rouxinóis são da serra
E cantam como ninguém.

7 comentários:

  1. Gostei especialmente da quadra dos engraxadorers de botas, vê lá que no tempo do Aleixo já existiam, e daí para cá floresceram como cogumelos após as primeiras chuvas de Outono.
    Um abraço
    Virgilio

    ResponderEliminar
  2. O Aleixo sabia tudo da vida que o rodeava!
    A sua poesia é da melhor e espelha a verdade antes,agora e para o futuro.
    Parabens por trazer este GR.Poeta Popular porque sabe sempre bem ler Aleixo.
    Uma boa semana e o meu abraço.

    ResponderEliminar
  3. Não há pai para o Aleixo!

    ResponderEliminar
  4. A vida é uma ribeira
    Nela a água corre
    Por causa da asneira
    Muita gente morre!

    Quando de água vai cheia
    Sem ponte para passar
    Descalço pela areia
    À outra margem não chegar!

    O António Aleixo, sabia
    Mas do mar não via fundo
    Poesia e versos escrevia
    Com os olhos postos no mundo!

    Continuação de boa semana para ti,
    amigo António,
    um abraço
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  5. Reveillon, Carnaval e Páscoa!
    As datas sucedem-se com tanta rapidez que nem tempo temos para pensar nos Aleixos.
    Mas também... Páscoa é Páscoa, não é?

    ResponderEliminar
  6. Em todo tempo procurei semear
    boas sementes para colher os melhores frutos.
    Tentei dar sempre o melhor de mim em busca
    de amizades solidas pois sabia que um dia ia precisar
    de muito apoio de um colo para me proteger.
    Meu único medo é um sofrimento prolongado
    nessa triste espera de uma solução que já dura um ano.
    Uma certeza eu ainda tenho :meu Pai Maior não dará
    fardo maior do que já carrego a ponto de perecer.
    Beijos no coração carinhos na alma,Evanir..

    ResponderEliminar
  7. Quando me solicitam uma resposta, em qualquer comentário eu tento dá-la!
    Sou filho da Páscoa, nasci no domingo de Páscoa, (05-04-1942)por estes motivos este dia sempre fez parte do meu coração e estamos próximo de o festejarmos mais uma vez num ano de dificuldades, como há 70 anos atrás.
    Com o meu abraço a todos os meus amigos e amigas

    ResponderEliminar